ANÁLISE DA RESISTÊNCIA À COMPRESSÃO DE CONCRETOS INCORPORADOS COM CINZA DE BAGAÇO DE CANA-DE-AÇÚCAR

Autores

  • Debora Andressa Mariano da SILVA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec https://orcid.org/0000-0002-4406-8221
  • Lucio Gonçalves YAMASITA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec https://orcid.org/0000-0002-0609-6547
  • Marcus Vinicius Barros SANTANA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec https://orcid.org/0000-0002-7798-6141
  • Bruno Henrique PINTO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Alan Henrique VICENTINI Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec

DOI:

https://doi.org/10.24980/ucm.v11i13.4130

Palavras-chave:

Dosagem tecnológica, Sustentabilidade, Materiais de construção, Materiais alternativos de construção

Resumo

A construção civil encontra-se em um contínuo processo de expansão, sendo considerada um dos setores que mais movimentam a economia no país. Porém, o intenso desenvolvimento de atividades nesta área torna a demanda por matérias-primas expressivamente alarmante do ponto de vista do desenvolvimento sustentável. Visando contribuir para a diminuição do uso dos recursos naturais, uma possível alternativa a ser adotada é a substituição parcial de agregados miúdos pela cinza do bagaço de cana-de-açúcar (CBCA), a qual é obtida como subproduto do setor sucroalcooleiro, cujo descarte final ainda é duvidoso e vem sendo estudado, em termos de viabilidade e possíveis impactos ambientais. Desse modo, o presente trabalho tem como objetivo analisar a possibilidade de utilização da CBCA como substituto parcial de areia na confecção de concretos, visando ao aumento de resistência à compressão axial. Para isso, foram produzidos corpos de prova de concretos com a substituição de areia por CBCA nos teores de 10%, 12%, 14%, 16%, 18% e 20% (em massa) do corpo de prova referencial. Entre os traços confeccionados, a amostra com teor de 12% de substituição apresentou resultados cujos valores atingiram maior resistência mecânica. Por fim, conclui-se que é possível utilizar CBCA em substituição parcial de areia no teor de 12% em massa, uma vez que há aumento da resistência mecânica do material e, simultaneamente, é possível mitigar impactos ambientais provenientes do descarte inadequado da cinza, além de reduzir a extração de areia para utilização como material de construção, em função da redução de seu consumo.

 

ANALYSIS OF THE COMPRESSIVE STRENGTH OF CONCRETES BLENDED WITH SUGARCANE BAGASSE ASH

 

ABSTRACT

Civil construction is in a continuous process of expansion, being considered one of the sectors that most move the economy in the country. However, the intense development of activities in this area makes the demand for raw materials expressively alarming from the point of view of sustainable development. Aiming to contribute to the reduction of the use of natural resources, a possible alternative to be adopted is the partial replacement of fine aggregates by sugarcane bagasse ash (CBCA), which is obtained as a by-product of the sugar-alcohol sector, whose disposal The final result is still doubtful and has been studied in terms of feasibility and possible environmental impacts. Thus, the present work aims to analyze the possibility of using CBCA as a partial substitute for sand in the manufacture of concrete, aiming at increasing the resistance to axial compression. For this, concrete specimens were produced with the replacement of sand by SCBA at the levels of 10%, 12%, 14%, 16%, 18% and 20% (by mass) of the reference specimen. Among the traces made, the sample with 12% of substitution presented results whose values reached greater mechanical resistance. Finally, it is concluded that it is possible to use CBCA in partial replacement of sand in the content of 12% by mass, since there is an increase in the mechanical strength of the material and, simultaneously, it is possible to mitigate environmental impacts from the inadequate disposal of ash, in addition to reducing the extraction of sand for use as construction material, due to the reduction of its consumption.

 

Keywords: Technological dosage. Sustainability. Construction materials. Alternative construction materials.

Referências

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 5739: Ensaio de compressão de corpos-de-prova cilíndricos de concreto. Rio de Janeiro: ABNT, 2018. Disponível em: https://www.target.com.br/produtos/normas-tecnicas/36306/nbr5739-concreto-ensaio-de-compressao-de-corpos-de-prova-cilindricos.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 6118: Projeto de Estruturas de Concreto. Procedimento. Rio de Janeiro: ABNT, 2014. Disponível em: https://www.normas.com.br/visualizar/abnt-nbr-nm/5211/nbr6118-projeto-de-estruturas-de-concreto-procedimento.

ASSOCIAÇÃO BRASILEIRA DE NORMAS TÉCNICAS. NBR 10004: Resíduos sólidos – Classificação. Rio de Janeiro: ABNT, 2004. Disponível em: https://www.unaerp.br/documentos/2234-abnt-nbr-10004/file.

BASTOS, S. R. B. Uso da areia artificial basáltica em substituição parcial à areia fina para produção de concretos convencionais. 2002. 136 f. Dissertação (Programa de Pós Graduação em Engenharia Civil) -Universidade Federal de Santa Catarina, Florianópolis, 2002. Disponível em: https://repositorio.ufsc.br/xmlui/bitstream/handle/123456789/84274/212200.pdf?sequence=1&isAllowed=y.

CABRAL, K. O. Influência da areia artificial oriunda da britagem de rocha granito gnaisse nas propriedades do concreto convencional no estado fresco e endurecido. 2007. 341 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Escola de Engenharia Civil da Universidade Federal de Goiás, Goiânia, 2007. Disponível em: https://repositorio.bc.ufg.br/tede/handle/tde/669.

CONAB - Acompanhamento da Safra Brasileira de Cana-de-açúcar, v. 5, n.4, Safra 2018/19, Quarto levantamento, abril de 2019. Disponível em: https://www.conab.gov.br/info-agro/safras/cana/boletim-da-safra-de-cana-de-acucar.

CORRÊA NETO, V; RAMON, D. Análise de opções tecnológicas para projetos de co-geração no setor sucroalcooleiro. Brasília: Setap., 2002. Disponível em: http://www.nuca.ie.ufrj.br/infosucro/biblioteca/bim_CorreaNeto_OpcoesCogeracao.pdf.

FAIRBAIRN, E. M. R. et al. Cement replacement by sugar cane bagasse ash: CO2 emissions reduction and potential for carbon credits. Journal of Environmental Management, v. 91, p. 1864-1871, 2010. Disponível em: https://www.sciencedirect.com/science/article/pii/S030147971000109X.

FEDERAÇÃO das Indústrias São Paulo. Centro das Indústrias do Estado De São Paulo. Ampliação da oferta de energia através da biomassa. São Paulo: FIESP/CIESP, 2001. Disponível em: https://www.fiesp.com.br/arquivo-download/?id=4505.

FEDERAÇÃO das Indústrias São Paulo – FIESP. PIB da cadeia produtiva da construção fecha 2018 com retração de 4,2%, quinto ano consecutivo de queda. 13 mar. 2019. Disponível em: https://www.fiesp.com.br/observatoriodaconstrucao/noticias/pib-da-cadeia-produtiva-da-construcao-fecha-2018-com-retracao-de-42-quinto-ano-consecutivo-de-queda/.

JANK, M. S. O despertar da bioeletricidade. União da Indústria de cana-de-açúcar – ÚNICA; 2008. Disponível em: http://www.esalq.usp.br/acom/75anosdaUSP/artigos_depoimentos/O%20despertar%20da%20bioeletricidade.pdf.

LEME, R. M. Estimativa das emissões de poluentes atmosféricos e uso da água na produção de eletricidade com biomassa de cana-de-açúcar. 125 f. 2005. Dissertação (Mestrado) Faculdade de Engenharia Mecânica, Universidade Estadual de Campinas, Campinas, SP. 22 mai. 2020. Disponível em: https://hdl.handle.net/20.500.12733/1602369.

MEHTA, P. K. MONTEIRO J. M. Concreto: microestrutura, propriedades e materiais. São Paulo, Pini, 1994.

SILVA, A. M. A. da; PONTILI, R. M. O papel da usina de açúcar e álcool Goioerê Ltda. como indústria motriz para o município de Moreira Sales - Paraná. In: Encontro de Economia Paranaense, 4., 2005, Toledo. Anais... Toledo: Unioeste, 2005. 1 CD-ROM. 12 mar. 2020.

Downloads

Publicado

2022-11-04

Como Citar

SILVA, D. A. M. da; YAMASITA, L. G.; SANTANA, M. V. B.; PINTO, B. H.; VICENTINI, A. H. . ANÁLISE DA RESISTÊNCIA À COMPRESSÃO DE CONCRETOS INCORPORADOS COM CINZA DE BAGAÇO DE CANA-DE-AÇÚCAR. UNIFUNEC CIENTÍFICA MULTIDISCIPLINAR, Santa Fé do Sul, São Paulo, v. 11, n. 13, p. 1–10, 2022. DOI: 10.24980/ucm.v11i13.4130. Disponível em: https://seer.unifunec.edu.br/index.php/rfc/article/view/4130. Acesso em: 29 nov. 2022.

Artigos mais lidos pelo mesmo(s) autor(es)