NÍVEL DE BURNOUT EM DISCENTES DO 10° SEMESTRE DO CURSO DE PSICOLOGIA DE UMA UNIVERSIDADE DO INTERIOR PAULISTA

Autores

  • Hithielly Jhan da Costa LIMA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec https://orcid.org/0000-0002-7857-3568
  • Alexandre dos SANTOS Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec

DOI:

https://doi.org/10.24980/ucm.v11i13.4185

Palavras-chave:

Síndrome de Burnout, Discentes, Psicologia

Resumo

A Síndrome de Burnout é caracterizada pelo estado crônico do estresse ocupacional e pela presença de três fatores: exaustão emocional, descrença e eficácia profissional. É uma psicopatologia que pode afligir estudantes. Em virtude disso, o presente trabalho teve como objetivo investigar a Síndrome de Burnout em acadêmicos do 10° semestre de psicologia de uma universidade do interior paulista. Trata-se de uma pesquisa de campo quantitativa descritiva. Foram utilizados como instrumentos de coleta de dados o questionário sociodemográfico e a Escala Maslach Burnout Inventory-Student Survery (MBI-SS) e participaram do estudo 41 estudantes. Os dados obtidos demonstraram que 12,20% dos acadêmicos entrevistados já possuem a Síndrome, 63,41% já se encontram com escores de nível médio e com potencial para ela e 12,20% apresentaram escores baixos. A investigação da Síndrome de Burnout nesses acadêmicos possibilitou entender que há incidência e sujeição da Síndrome em acadêmicos concluintes do curso de psicologia. Por ser este um estudo de campo quantitativo de caráter descritivo, os resultados não podem ser de cunho generalista por ter sido aplicado em um pequeno grupo de estudantes e, por isso, pode ser considerada uma pesquisa limitada. Com isso, por meio da análise dos resultados, sugerem-se novos estudos que adotem mais de um instrumento para a detecção dessa Síndrome.

 

BURNOUT LEVELS FOR 10TH SEMESTER UNDERGRADUATE STUDENTS AT A PSYCHOLOGY SCHOOL IN A UNIVERSITY IN THE COUNTRYSIDE OF SÃO PAULO

 

ABSTRACT

Burnout Syndrome is defined by the chronic state of occupational stress and the presence of three factors: emotional exhaustion, disbelief, and professional efficacy. It is a psychopathology that may distress undergraduate students. In view of this, the present study aimed to investigate the Burnout Syndrome in 10th semester psychology students at a university in the countryside of São Paulo. This is a descriptive quantitative field research. A sociodemographic questionnaire and the Maslach Burnout Inventory-Student Survery Scale (MBI-SS) were used as data collection tools, and 41 students were included in the study. The data obtained revealed that 12.20% of the undergraduate students interviewed already have the syndrome, 63.41% have average level scores and are prone to it, and 12.20% had low scores. The investigation of the Burnout Syndrome in these scholars enabled us to understand that there is incidence and susceptibility to the syndrome in graduating psychology students. Since this is a descriptive, quantitative field study, the results may not be generalized because it was applied to a small group of students, and therefore it might be considered a limited research. Thus, through the analysis of the results, further studies that employ more than one instrument for the detection of this syndrome are suggested.

 

Keywords: Burnout Syndrome. Undergraduate Students. Psychology.

Referências

AGUIAR, R. L. B. de; DE AGUIAR, M. C. M.; MERCÊS, M. C. das. Síndrome de Burnout em estudantes de medicina de universidade da Bahia. Revista Psicologia, Diversidade e Saúde, v. 7, n. 2, p. 267–276, 2018. Disponível em: https://www5.bahiana.edu.br/index.php/psicologia/article/view/1893.

ALIANTE, G.; ABACAR, M.; MUCAVEA, P. L. A. Burnout em estudantes de psicologia de uma Universidade Pública em Moçambique. Trabalho (En) Cena, v. 5, n. 1, p. 163-180, 2020. Disponível em: https://sistemas.uft.edu.br/periodicos/index.php/encena/article/view/7452.

ASSUNÇÃO, D. et al. A ocorrência da Síndrome de Burnout em universitários de cursos da área da saúde de uma instituição privada na região Norte de Minas Gerais: um estudo transversal. Revista de Ciências Médicas e Biológicas, v. 18, n. 1, p. 15-20, 2019.

Disponível em: https://periodicos.ufba.br/index.php/cmbio/article/view/27685.

BORGES, A. M. B.; CARLOTTO, M. S. Síndrome de Burnout e fatores de estresse em estudantes de um curso técnico de enfermagem. Aletheia, Canoas, n. 19, p. 45-56, 2004. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-03942004000100005&lng=pt&nrm=iso.

BRASIL. Conselho Nacional de Saúde. Resolução nº 466, de 12 de dezembro de 2012. Diretrizes e normas regulamentadoras de pesquisas envolvendo seres humanos. Diário Oficial da União. Publicada no DOU nº 12, 13 de junho de 2013 – Seção 1. Disponível em: https://conselho.saude.gov.br/resolucoes/2012/Reso466.pdf.

CARLOTTO, M. S. et al. Síndrome de burnout e coping em estudantes de Psicologia. Boletim de Psicologia, São Paulo, v. 59, n. 131, p. 167-178, 2009. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0006-59432009000200004&lng=pt&nrm=iso.

CHAGAS, M. K. S. et al. Ocorrência da Síndrome de Burnout em acadêmicos de medicina de instituição de ensino no interior de Minas Gerais. Revista de Medicina e Saúde de Brasília. v. 5, n. 2, p. 234-245, 2016. Disponível em: https://portalrevistas.ucb.br/index.php/rmsbr/article/view/7241.

CHAVES, J. F. M et al. Burnout em acadêmicos de psicologia que conciliam trabalho e estudo. João Pessoa: Temas em Saúde, v. 19, ed. especial, p. 83-98, 2019. Disponível em: https://temasemsaude.com/wp-content/uploads/2019/03/fippsi04.pdf.

CUSHWAY, D. Stress in clinical psychology trainees. British Journal of Clinical Psychology, v. 31, n. 2, p. 169-179, 1992. Disponível em: https://doi.org/10.1111/j.2044-8260.1992.tb00981.x.

JBEILI, C. Síndrome de Burnout em professores: identificação, tratamento e prevenção. Cartilha informativa de prevenção à Síndrome de burnout em professores, Brasília, DF: 2008. Disponível em: https://pt.scribd.com/document/3017297/Cartilha-Burnout-Chafic-Jbeili.

LOPES, F. L.; GUIMARAES, G. S. Estudo da Síndrome de Burnout em Estudantes de Psicologia. Psicologia Ensino & Formação, São Paulo, v. 7, n. 1, p. 40-58, 2016. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S2177-20612016000100005&lng=pt&nrm=iso.

NASSAR, L. M.; ANDRADE, A. M. F.; ARÉVALO, J. L. S. Síndrome de burnout em estudantes de graduação dos cursos de medicina, enfermagem, odontologia e psicologia no brasil: uma revisão do panorama brasileiro. Revista de Atenção à Saúde, São Caetano do Sul, v. 16, n. 57, p. 98-109, 2018. Disponível em: https://seer.uscs.edu.br/index.php/revista_ciencias_saude/article/view/5316.

NEGREIROS, C. B. et al. Síndrome de burnout em estudantes da área da saúde. In: III CIPEEX - Ciência para a redução das desigualdades / XV Mostra de Saúde - 10 anos do Curso de Medicina, v. 2, 2018, Anápolis. Anais...PROCEDURES, CIPEEX. 2018, p. 914-919. Disponível em: http://anais.unievangelica.edu.br/index.php/CIPEEX/article/view/3001.

OLIVEIRA, R. de; CAREGNATO, R. C. A.; CÂMARA, S. G. Burnout syndrome in senior undergraduate nursing. Acta Paulista de Enfermagem, v. 25, n. SPE2, p. 54-60, 2012. Disponível em: DOI: https://doi.org/10.1590/S0103-21002012000900009.

ORGANIZAÇÃO MUNDIAL DA SAÚDE. CID-10 Classificação Estatística Internacional de Doenças e Problemas Relacionados à Saúde. 8.ed. São Paulo: Universidade de São Paulo 8 ed. 2008. v.1.

RUEDA, F. J. M.; ALVES, S. M. M.; BAPTISTA, M. N. Evidência de validade preliminar da escala de depressão (EDEP): um estudo com alunos de enfermagem. Psicologia Argumento, v. 32, n. 79, 2017. Disponível em: https://periodicos.pucpr.br/psicologiaargumento/article/view/20435.

SCHAUFELI, W. B. et al. On the clinical validity of the Maslach Burnout Inventory and the Burnout Measure. Psychology & health, v. 16, n. 5, p. 565-582, 2001. https://doi.org/10.1080/08870440108405527.

TARNOWSKI, M; CARLOTTO, M. S. Síndrome de Burnout em estudantes de psicologia. Temas em Psicologia, Ribeirão Preto, v. 15, n. 2, p. 173-180, 2007. Disponível em: http://pepsic.bvsalud.org/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S1413-389X2007000200004&lng=pt&nrm=iso.

TECEDEIRO, M. M. V. Factores psicológicos na síndrome de burnout: o narcisismo como variável preditora da síndrome. 2004. 225 f. Dissertação (Mestrado em Psicopatologia e Psicologia Clínica) - ISPA - Instituto Universitário de Ciências Psicológicas, Sociais e da Vida (ISPA). Lisboa. Portugual. 2004. Disponível em: http://hdl.handle.net/10400.12/998.

TOMASCHEWSKI-BARLEM, J. G. et al. Síndrome de Burnout entre estudantes de graduação em enfermagem de uma universidade pública. Revista Latino-Americana de Enfermagem, v. 22, n. 6, p. 934-941, 2014. Disponível em: https://www.revistas.usp.br/rlae/article/view/99960.

VIEIRA, I. Conceito(s) de Burnout: questões atuais da pesquisa e a contribuição da clínica. Revista Brasileira de Saúde Ocupacional, v.35, n.122, p. 269-276, 2010. Disponível em: https://doi.org/10.1590/S0303-76572010000200009.

WORLD HEALTH ORGANIZATION. ICD-11 International Classification of Diseases. 11th Revision. The global standard for diagnostic health information. 2022. Disponível em: https://icd.who.int/en.

Downloads

Publicado

2022-06-30

Como Citar

LIMA, H. J. da C.; SANTOS, A. dos. NÍVEL DE BURNOUT EM DISCENTES DO 10° SEMESTRE DO CURSO DE PSICOLOGIA DE UMA UNIVERSIDADE DO INTERIOR PAULISTA. UNIFUNEC CIENTÍFICA MULTIDISCIPLINAR, Santa Fé do Sul, São Paulo, v. 11, n. 13, p. 1–11, 2022. DOI: 10.24980/ucm.v11i13.4185. Disponível em: https://seer.unifunec.edu.br/index.php/rfc/article/view/4185. Acesso em: 6 out. 2022.