ASPECTOS PSICOLÓGICOS DA ENDOMETRIOSE: REVISÃO INTEGRATIVA

Autores

  • Giulia da Costa SANITAL Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Rosângela Fátima da COSTA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec

Palavras-chave:

Endometriose, Desconforto físico, Sofrimento psíquico

Resumo

A endometriose é caracterizada pela presença de tecido, semelhante ao endométrio, na parte externa da cavidade uterina que causa desconforto físico e psicológico à mulher. É uma doença crônica, inflamatória cujo diagnóstico geralmente é tardio e, por isso, ocasiona desconforto físico provocado por dores na região abdominal, além de sofrimento psíquico em função dos sentimentos que surgem nesse processo, principalmente com relação à infertilidade. Nesse sentido, esse artigo tem como objetivo elucidar os aspectos psicológicos acarretados às mulheres pela endometriose. É uma pesquisa qualitativa desenvolvida por meio de revisão integrativa da literatura nos bancos de dados Google Acadêmico, LILACS (Literatura Latino-Americana e do Caribe em Ciências da Saúde) e SciELO (Scientific Eletronic Library Online), acessado por meio da BVS (Biblioteca Virtual de Saúde), com consulta a revistas científicas, dissertações de mestrado e doutorado, periódicos relacionados ao tema, além de manual da área com materiais publicados entre 2010 e 2020. Como a endometriose é uma doença psicossomática por afetar tanto o físico como o emocional, os aspectos psicológicos encontrados nas mulheres são: baixa autoestima, imagem corporal alterada, comportamentos agressivos, isolamento social, depressão e ansiedade. Tudo isso é muito prejudicial porque pode resultar em sérias consequências, a saber, perdas do emprego, do (a) companheiro (a), estudos e planos futuros. Por ser uma doença complexa que envolve múltiplas facetas, deve haver intervenção terapêutica multiprofissional às mulheres afetadas, cujo foco é a saúde física e mental.

Downloads

Publicado

2021-03-31