AVALIAÇÃO DO ESTRESSE DE POLICIAIS CIVIS EM UMA CIDADE DO INTERIOR DO NOROESTE PAULISTA

Autores

  • Danielle Louize Almeida Lopes BUENO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Alexandre dos SANTOS Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec

Palavras-chave:

Sofrimento psicológico, Estresse, Policiais civis, Esgotamento psicológico

Resumo

O estresse, considerado uma força propulsora para ação, é uma resposta diante de um fenômeno. Envolve resposta fisiológica do organismo que prepara o indivíduo para tomada de decisões;logo,constitui resposta saudável e necessária na vida das pessoas. Dependendo da forma como o indivíduo interpreta os fenômenos da vida, o grau de estresse pode ficar elevado no organismo e, com isto, acarretar problemas físicos e psicológicos. Pode ser subdividido em fases: alarme, resistência, quase exaustão e exaustão. A primeira fase é considerada normal e indispensável para tomada de decisão, por isto é saudável. As outras são consideradas patológicas, pois acarretam danos físicos e psicológicos. Como a polícia é uma profissão que está exposta a diversas variáveis, propicia grau de estresse elevado e pode culminar no estresse patológico. Tendo isto em vista, o objetivo desta pesquisa foi investigar o grau de estresse de policiais em uma cidade do interior do noroeste paulista. Para tanto, utilizou-se a metodologia de pesquisa de campo a fim de compreender porque os policiais civis apresentam alto nível de estresse, especialmente as mulheres. Contudo, percebeu-se que os profissionais se encontram na fase de resistência com esgotamento psicológico, denominado pelo teste ISSL.Conclui-se que a atividade policial deve dispor de atenção particular para que decorram intervenções e ações preventivas no âmbito profissional.

Downloads

Publicado

2021-04-06