INSTAURAÇÃO E CONSEQUÊNCIAS PSICOLÓGICAS DA SINDROME DA ALIENAÇÃO PARENTAL NAS FAMÍLIAS

Autores

  • Débora Sayuri MATSUMURA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Carlos de Paula PORTELA Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec

Palavras-chave:

Alienação Parental, Sindrome da Alienação Parental, Falsas memórias

Resumo

A Síndrome da alienação parental (SAP) é um tema recente na literatura brasileira, sendo abordado com uma relativa visibilidade dentro das áreas de pesquisa das ciências humanas e juridicas. Esse termo foi apresentado na década de 80 pelo psiquiatra norte americano Richard Gardener, sendo que a SAP é um processo que ocorre com maior frequência no âmbito jurídico em disputa de custódia de crianças, envolvendo um processo em que o alienador programa seu filho para denegrir o outro conjugue. O objetivo desta pesquisa é perceber os fatores atrelados ao surgimento da SAP e identificar consequências psicológicas do comportamento de alienação. Trata-se de uma pesquisa de revisão integrativa, realizada por meio de análises de seis artigos disponíveis em banco de dados eletrônicos, Scielo, Lilacs/Bvs, biblioteca virtual da USP, PUC, UNESP. Os resultados obtidos possibilitaram identificar que a SAP é um processo que pode acarretar grandes danos emocionais aos envolvidos, em específico às crianças, que podem desenvolver consequências graves em seu desenvolvimento social e emocional. Por tanto, conclui-se que essas famílias precisam de uma assistência e ajuda psicológica, pois os prejuizos causados afetam a todos, principalmente os filhos de pais separados, já que esses podem apresentar dificuldade em lidar com seu ex parceiro após a separação, o que pode acarretar o rompimento afetivo entre pais e filhos, o que gera uma necessidade de psicoterapias individuais para esses pais.

Downloads

Publicado

2021-04-06