INTOXICAÇÃO POR MEDICAMENTOS EM TRÊS MICRORREGIÕES DO INTERIOR DE SÃO PAULO: PERFIL EPIDEMIOLÓGICO

Autores

  • Gleice Karen Nogueira FACHINCONI Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Veridiane Alves RIBEIRO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec
  • Rafael Guerra AQUINO Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec / Universidade Brasil - UB https://orcid.org/0000-0002-7005-6056

DOI:

https://doi.org/10.24980/ucsb.v4i7.4105

Palavras-chave:

Emergências, Enfermagem em emergência, Envenenamento, Epidemiologia, Vigilância

Resumo

A intoxicação por medicamentos é o tipo de intoxicação exógena de maior incidência no Brasil. Este estudo tem como objetivo descrever e analisar o perfil epidemiológico das vítimas de intoxicação por medicamentos das microrregiões de Santa Fé do Sul, Jales e Fernandópolis no período de 2015 a 2019. É um estudo retrospectivo, descritivo e exploratório, com abordagem quantitativa. Os dados secundários foram fornecidos pelo Grupo de Vigilância Epidemiológica XXX. Durante o período, foram registrados 1855 casos, com uma média de 371 casos ao ano. O ano com maior ocorrência foi 2019, com 451 casos registrados. Houve uma maior incidência no sexo feminino (76,3%). Em relação à raça, destacou-se a branca (78%). A faixa etária com maior ocorrência foi de 20 a 29 anos, nos primeiros anos, porém, em 2019, houve um aumento de casos na faixa de 10 a 19 anos. Conclui-se que houve um aumento de 17,7% dos casos em 2019, com prevalência entre mulheres e adolescentes. Há necessidade de incentivo da notificação e prevenção dessas intoxicações, visto que sugerem que a maior causa sejam as tentativas de suicídio, sendo este um problema de saúde pública.

 

MEDICATION POISONING IN THREE MICRO-REGIONS OF SÃO PAULO COUNTRYSIDE: EPIDEMIOLOGIC PROFILE

 

ABSTRACT

Medication poisoning is the kind of exogenous poisoning with the highest incidence in Brazil. This paper aims at describing, and analyzing the epidemiologic profile of medication poisoning victims in the micro-regions of Santa Fé do Sul, Jales, and Fernandópolis in the period from 2015 to 2019. It is a retrospective, descriptive and exploratory study, quantitative approach. Secondary data was provided by Grupo de Vigilância Epidemiológica XXX. During that period 1855 cases were reported with an average of 371 cases per year. The year with the highest occurrence was 2019 when 451 cases were reported. The highest incidence was in females (76,3%). Regarding race, the Caucasian race stood out (78%). The age group with the highest incidence was the 20-29 years old, in the early years, although, in 2019, there was an increase of cases in the 10-19 age group. We conclude that there was an increase of 17,7% in cases in 2019, with the prevalence of women and teenagers. It is necessary to encourage the notification and prevention of poisoning, since they suggest that the main cause of them were due to suicide attempts, which makes it a public health problem.

 

Descriptors: Emergency; Nursing and emergency. Poisoning. Epidemiology. Surveillance.

Biografia do Autor

Rafael Guerra AQUINO, Centro Universitário de Santa Fé do Sul - Unifunec / Universidade Brasil - UB

É professor universitário, ator, produtor, diretor teatral e palhaço. Possui graduação em Enfermagem e Obstetrícia pela Fundação Educacional de Fernandópolis (2004), é especialista em Enfermagem do Trabalho pela Faculdade de Medicina de São José do Rio Preto (2007) e mestre em Ciências Ambientais (2013). Atualmente é professor das Faculdades Integradas de Santa Fé do Sul, da Fundação Educacional de Fernandópolis, do Centro de Formação de Recursos Humanos para o Sistema Único de Saúde e coordenador geral da Palhaços de Plantão I Arte, Educação e Saúde. Tem experiência na área de Enfermagem, com ênfase em Enfermagem, atuando principalmente nos seguintes temas: saúde coletiva, saúde mental, palhaços, artes, teatro, criança hospitalizada e alegria.

Referências

Silva HCG, Costa JB. Intoxicação exógena: casos no estado de Santa Catarina no período de 2011 a 2015. Arq. Catarin Med. [Internet]. 2018 [acesso em: 04 fev. 2020]; 47(3): 02-15. Disponível em: http://www.acm.org.br/acm/seer/index.php/arquivos/article/view/226/288

Brasil. Ministério da saúde. Secretaria de vigilância em saúde. Coordenação-geral de desenvolvimento da epidemiologia em serviços. Guia de vigilância em saúde: volume único [recurso eletrônico]. 3 ed. Brasília, DF: Ministério da Saúde, 2019 [acesso em: 03 fev. 2020] Disponível em: http://bvsms.saude.gov.br/bvs/publicacoes/guia_vigilancia_saude_3ed.pdf

Nunes CRM. et al. Panoramas das intoxicações por medicamentos no Brasil. Rev. e-ciência [Internet] 2017 [acesso em: 03 fev. 2020]; 5(2):98-103. Disponível em: http://www.revistafjn.com.br/revista/index.php/eciencia/article/view/247/pdf_247

Garcia RB, Polisel CG, Franck JG. Intoxicações agudas: percepções e práticas de profissionais atuantes em serviços de urgência e emergência hospitalar. Rev. Bras. Farm. Hosp. Serv. Saúde São Paulo [Internet] 2017 [acesso em: 04 fev. 2020]; 8(2): 32-37. Disponível em: https://www.rbfhss.org.br/sbrafh/article/download/288/297/

Santos RR, Almeida Neto OP, Cunha CM. Perfil de vítimas de intoxicações exógenas agudas e assistência de enfermagem. Rev Enferm Atenção Saúde [Internet] 2015 [acesso em: 04 fev. 2020]; 4(2):45-55. Disponível em: http://seer.uftm.edu.br/revistaeletronica/index.php/enfer/article/view/978/pdf

Datasus. Intoxicação exógena. Notificações registradas no SINAN NET [homepage na internet]. Notificações por agente tóxico segundo divisão administrativa estadual de notificação. 2017. [acesso em: 04 fev. 2020] Disponível em: http://tabnet.datasus.gov.br/cgi/tabcgi.exe?sinannet/cnv/Intoxsp.def

Epifânio IS, Magalhães LMV, Brandespim DF. Casos de intoxicação exógena no estado de Pernambuco no ano de 2017. R. Inf, Cult. [Internet] 2019 [acesso em: 03 fev. 2020]; 1(2):27-42. Disponível em: https://periodicos.ufersa.edu.br/index.php/ric/article/view/8418/10128

Gil AC. Como elaborar projetos de pesquisa. 6 ed. São Paulo: Atlas, 2017.

Mathias TL, Guidoni CM, Girotto E. Tendências de eventos toxicológicos relacionados a medicamentos atendidos por um Centro de Informações Toxicológicas. Rev Bras Epidemiol [Internet] 2019 [acesso em: 10 fev. 2020]; 22, E190018. Disponível em: https://doi.org/10.1590/1980-549720190018

Chaves LHS, Viana ÁC, Mendes Júnior WP, Silva AL, Serra LdeC. Exogenous intoxication by medications: epidemiological aspects of notified cases between 2011 and 2015 in Maranhão. Reon Facema [Internet] 2017 [acesso em: 10 fev. 2020]; 3(2):477-182. Disponível em: http://www.facema.edu.br/ojs/index.php/ReOnFacema/article/view/203

Mert E, Bilgin N.G. Demographical, a etiological and clinical characteristics of poisonings in Mersin, Turkey. Hum. Exp. Toxicol. [Internet] 2006 [acesso em: 28 jan. 2021];25(4):217-223. Disponível em: https://journals.sagepub.com/doi/abs/10.1191/0960327106ht612oa

Roberto CCO, Schneider A, Manica GG, Berlezi EM, Krug RR, Franz LBB. Perfil das intoxicações por medicamentos em Ijuí de 2014 a 2017 [apresentação no Congresso Internacional em Saúde, 6, 2019, Ijuí-RS.] Disponível em: https://publicacoeseventos.unijui.edu.br/index.php/conintsau/article/view/11165/9759

Santana VTP, Suchara EA, Carreto R, Duarte PM. Perfil das intoxicações medicamentosas notificadas ao SINAN no município de Primavera do Leste-MT, entre os anos de 2007 a 2014. Ensaios e Ciênc. [Internet] 2019 [acesso em: 10 fev. 2020]; 23(3):230-237. Disponível em: https://doi.org/10.17921/1415-6938.2019v23n3p230-237

Mendes LA, Pereira BB. Intoxicações por medicamentos no Brasil registradas pelo SINITOX entre 2007 e 2011. J. Health Biol Sci [Internet] 2017 [acesso em: 10 fev. 2020]; 5(2): 165-170. Disponível em: http://dx.doi.org/10.12662/2317-3076jhbs.v5i2.1234.p165-170.2017

Roberto TML. Caracterização do perfil do indivíduo em caso de violência autoprovocada. 2019. 57 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia e Saúde) – Programa de Mestrado em Psicologia e Saúde, Faculdade de Medicina de São José do Rio preto, 2019. Disponível em: http://bdtd.famerp.br/handle/tede/555

Machado VN. Intoxicação medicamentosa na adolescência: perfil epidemiológico de um Centro de Informação e Assistência Toxicológica. 2017. 33 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Farmácia) – Universidade Estadual da Paraíba, Centro de Ciências Biológicas e Saúde, 2017.

Regadas RP, Veras TN, Lins EB, Cavalcante LO, Aguiar JC, Braga MD. Suicide attempt by self-poisoning: a retrospective study of 446 cases. Pesqui Med 2000;3:50-3.

Spiller HA, Appana S, Brock GN. Epidemiological trends of suicide and attempted suicide by poisoning in the US: 2000-2008. Leg Med (Tokyo) [Internet] 2010 [acesso em: 28 jan. 2021];12(4):177-83. PMID: 20547089. Disponível em: https://doi.org/10.1016/j.legalmed.2010.04.005

Downloads

Publicado

2021-05-25

Como Citar

FACHINCONI, G. K. N. ., RIBEIRO, V. A. ., & AQUINO, R. G. (2021). INTOXICAÇÃO POR MEDICAMENTOS EM TRÊS MICRORREGIÕES DO INTERIOR DE SÃO PAULO: PERFIL EPIDEMIOLÓGICO. UNIFUNEC CIÊNCIAS DA SAÚDE E BIOLÓGICAS, 4(7), 1–10. https://doi.org/10.24980/ucsb.v4i7.4105